Rapaz suspeito do furto de carro se apresenta e família diz que ele tem problemas psiquiátricos

Conforme relato de familiares do rapaz, ele tem problemas psiquiátricos, é conhecido do proprietário do veículo.

Jean Weslen de Lima, 25 anos, morador no Distrito de Quebra Coco - Foto: Arquivo Pessoal

O jovem Jean Weslen de Lima, 25 anos, morador no Distrito de Quebra Coco, que ontem teria furtado o Gol prata, placa NSA-4805, fugido em direção a Dois Irmãos do Buriti, quando capotou o carro perto da rotatória, se apresentou à Polícia acompanhado da mãe, prestou depoimento foi indiciado e o inquérito será encaminhado ao Ministério Público.

Garantiu que não tinha intenção de praticar o roubo e só se recorda quando bateu a cabeça dele com o capotamento do carro. Ele entrou na chácara de um conhecido da família, deitou por ali mesmo e dormiu, reaparecendo só ontem de manhã na casa da família que vai se responsabilizar pelos custos para recuperar o carro.

Conforme relato de familiares do rapaz, ele tem problemas psiquiátricos (seria esquizofrênico), é conhecido do proprietário do veículo, Isaías de Souza, “não é ladrão”, não pegou o Gol com intenção de roubá-lo.

Em depoimento emocionado que prestou a reportagem, a professora Roselete, tia do rapaz, garante que ele não tem um histórico de marginal. “Conheço meu sobrinho. Ele não tem histórico de roubo. Ele é esquizofrênico, toma remédio controlado. Ele é amigo do dono do carro, não sei porque o Isaias fez esta denúncia. O Jean tomou bebida alcoólica, saiu com o carro com farol desligado, conforme testemunhas, não sei com que intenção. Ele não se lembra de nada. Os familiares estão abalados, inclusive a avó dele, de 83 anos, passou mal”.

O Gol estava estacionado (com chave na ignição) em frente da casa da namorada do dono do veículo em Quebra Coco. Jean teria se aproveitado para levar o carro. Isaias, dono de um bar, disse na Polícia que conhecia Jean apenas de vista, versão contestada pela tia dele. “Fui várias vezes ao bar dele, onde meu sobrinho estava bebendo. Na véspera peguei o Jean lá, bêbado. Ele não pode beber”, relata a professora Roselete. Um laudo médico foi apresentado na Delegacia. Jean teria bebido três doses de whisky antes de pegar o Gol de Isaías.