Por medida de economia, secretaria fecha turmas noturnas do Catarina

Os estudantes e seus 15 professores serão remanejados para a Escola Sidrônio Antunes de Andrade.

Os estudantes e seus 15 professores serão remanejados para a Escola Sidrônio Antunes de Andrade. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

A partir do segundo semestre letivo, que começa na próxima terça-feira, dia 16, os 150 alunos das cinco turmas do período noturno da Escola Estadual Catarina Abreu, vão mudar de escola. Os estudantes e seus 15 professores serão remanejados para a Escola Sidrônio Antunes de Andrade.

A medida foi adotada pela Secretaria de Educação e comunicada na terça-feira a direção da escola que a parir desta quinta-feira vai fazer a comunicação oficial aos alunos. O fechamento do ensino noturno no Catarina, faz parte da reestruturação que o Governo está promovendo na rede estadual, por medida de economia. No Catarina sete das 12 salas ficam fechadas. O Sidrônio, que a noite tem cinco salas fechadas, com o remanejamento, ocupará este espaço ocioso.

Com o fechamento das turmas noturnas, o Catarina de Abreu passará a contar apenas com o ensino médio em tempo integral que neste primeiro ano de funcionamento atraiu 130 alunos e a partir de 2020 deve ampliar essa clientela com os 120 alunos do 9 ano.