Com laje da cobertura já concretada, segundo edifício de Sidrolândia deve ficar pronto em 2020

Na última quinta-feira, dia 18, foi concluída a laje da cobertura do edifício projetado para 64 apartamentos.

São quatro apartamentos de 130 metros quadrados, com 03 suítes e área gourmet integrada. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Na semana passada o arquiteto urbanista Luiz Antônio Juriati, comemorou pelas redes sociais a efetivação de uma etapa importante das obras do Solar do Ipês, o segundo edifício de Sidrolândia, com 16 andares, que está sendo construído na Avenida Antero Lemes, esquina com a João Marcio Ferreira Terra.

É que na última quinta-feira, dia 18, foi concluída a laje da cobertura do edifício projetado para 64 apartamentos, que deve ficar pronto no final de 2020, cumprindo o cronograma anunciado em 2016 quando a obra começou, de entregar do empreendimento em 4 anos. Tomando como base de R$ 420 mil por apartamento, a projeção é de que o investimento supere R$ 26,8 milhões.

Juriati participa da equipe de profissionais envolvida no projeto financiado integralmente pelos compradores e construído pela Bogda Engenharia, que planeja um terceiro edifício na cidade, este na Rua Aquidaban. Segundo o engenheiro Luiz Fernando Bogda, 60% da obra, que mobiliza 40 trabalhadores, entra na fase de reboco e começou a construção do espaço de garagem (duas vagas por apartamento).

Cada etapa da obra é detalhada e eventuais ajustes, são discutidos com os proprietários. São quatro apartamentos de 130 metros quadrados, com 03 suítes e área gourmet integrada. Divididos em 4 apartamentos por andar, avaliados entre R$ 400 e R$ 440 mil. Todos os futuros 64 moradores já estão definidos, eles aderiram ao projeto ainda na planta. No grupo estão produtores como o ex-prefeito Ari Basso, que adquiriu um andar inteiro e o empresário Jair do Nascimento.