Mulher presa por aliciar menores para o tráfico é reincidente, estava em liberdade há 5 meses

Adriane Pereira Rodrigues, 33 anos, estava em liberdade há 5 meses, após uma temporada de sete meses no Presídio Feminino.

Adriane Pereira Rodrigues, 33 anos, estava em liberdade há 5 meses - Foto: Divulgação/PM

Presa na última sexta-feira à noite por tráfico de drogas e aliciamento de menores para a atividade ilícita, Adriane Pereira Rodrigues, 33 anos, estava em liberdade há 5 meses, após uma temporada de sete meses no Presídio Feminino em Campo Grande (também por tráfico de drogas).

Em julho de 2018, Drica como é conhecida, foi presa junto com William Aparecido Soares, com 31,14 gramas de maconha e 1,28 gramas de pasta base, o suficiente para ser denunciada por tráfico de drogas pelo Ministério Público que rejeitou o argumento da defesa, de que o entorpecente era para consumo, não se destinava à comercialização.

Ela e William acabaram se beneficiando da morosidade do processo, já que em fevereiro, sete meses após o Ministério Público ter oferecido denúncia, a Vara Criminal ainda não havia se manifestado, a juíza Sandra Regina, determinou a soltura de ambos, haja visto que “o feito não reclama tamanha complexidade que justifique o atraso processual”. A magistrada resolveu agir para evitar futuros questionamentos que levassem a nulidade do processo.

Desta vez Adriane foi surpreendida com duas porções de cocaína (pesando 0,9 gramas) e três porções de pasta de cocaína (18,1 gramas), R$ 480,00 em dinheiro (supostamente a receita obtida com a venda de droga). A boca de fumo estaria funcionando na Rua João Maria de Barbosa Nantes, no Jardim Paraíso. Drica teria atraído para o tráfico de drogas dois adolescentes, uma garota de 14 anos e um garoto de 15.