PSG aceita negociar Neymar por R$ 176 milhões a menos do que pagou, diz jornal catalão

Segundo o "Sport", time francês está disposto a baixar de 300 milhões de euros, o pedido inicial, para 180 milhões de euros e tenta negociar o atacante brasileiro com Barcelona

- Foto: C.Gavelle

O PSG fixou um preço para liberar Neymar. Sem troca de jogadores. Ao menos é o que diz o jornal catalão "Sport", que em sua capa da edição desta terça-feira diz que o time francês está disposto a negociar o brasileiro por até 180 milhões de euros (cerca de R$ 757 milhões na cotação atual). Com tal preço, o clube ainda espera conversar com o Barcelona para acertar a transferência.

O valor inicial pedido pelo Paris era de 300 milhões de euros (R$ 1,2 bilhão). Diante do pouco avanço nas conversas, o clube francês, segundo o "Sport", cedeu e baixou o preço do brasileiro. O montante sugerido pelo diário espanhol é 42 milhões de euros inferior ao pago pelo próprio PSG para tirá-lo do Barça em 2017, diferença que corresponde a R$ 176 milhões na cotação atual.

Com tal valor fixado, o PSG, de acordo com o "Sport", não pretende envolver Neymar em uma troca de jogadores. No início das conversas, o Barcelona teria feito duas ofertas diferentes para ter o brasileiro.

Numa delas, cederia Philippe Coutinho e Rakitic mais 40 milhões de euros (R$ 168 milhões) pelo camisa 10. Outra oferta envolveu apenas um jogador diferente: Coutinho mais Dembélé e os mesmos 40 milhões de euros. As duas propostas teriam sido recusadas pelo time parisiense.

Enquanto não coloca um ponto final na novela, Neymar segue na China, onde o PSG realiza pré-temporada. Fora do amistoso desta terça contra o Sydney FC, ele fez, por três dias seguidos, trabalhos físicos e com bola ao lado do zagueiro Kimpembé, que se recupera de cirurgia no abdômen. O próprio brasileiro está em fase final de tratamento de lesão no tornozelo.