Exército destrói mais de 1,8 mil armas entregues pelo Poder Judiciário

Armas não enquadravam em normas para doação aos órgãos de segurança.

Armas foram destruídas nessa quarta-feira - - Foto: Divulgação

Exército Brasileiro, ppor meio do 44º Batalhão de Infantaria Motorizado, integrante do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados da 9ª Região Militar, destruiu, nesta quarta-feira (31), 1.825 armas que foram apreendidas e entregues pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Destruição do armamento faz parte da Operação Vulcão, em cumprimento a acordo de cooperação técnica firmado entre o Conselho Nacional de Justiça e o Exército Brasileiro.

Conforme o Comando Militar do Oeste, a parceria visa intensificar a entrega e destruição de armas de fogos e munições apreendidas, que estejam sob a guarda do Poder Judiciário e que não se enquadram às normas para doação aos órgãos de segurança pública e às Forças Armadas.

A ação contou com o apoio de militares do 9º Batalhão de Engenharia de Combate, do 18º Batalhão de Transportes e da 14ª Companhia de Polícia do Exército.