Embriagados, homens reclamam de barulho em obra e agridem trabalhadores

A Polícia Militar foi acionada por volta das 15h50 deste domingo, após dois funcionários de uma obra estarem sofrendo ameaças de agressão.

Marcos Antônio da Silva, 31 anos estava com mandado de prisão aberto. - Foto: Divulgação/PM

Dois homens embriagados invadiram o canteiro de obras de uma igreja na Rua Dirges Medeiros Pereira no Sidrolar e agrediram um dos funcionários que estava trabalhando no local em companhia do pai. Os dois trabalhadores sofreram ameaças.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 15h50 deste domingo, após dois funcionários de uma obra estarem sofrendo ameaças de agressão. Em relato aos policiais, os trabalhadores disseram que estavam trabalhando, quando dois homens entraram no local, os ameaçando caso não parassem a obra. Eles ainda teriam jogado um tijolo em direção aos funcionários, que por pouco não os atingiu.

No local, os militares encontraram, os suspeitos. Abordados foi constatado um mandado de prisão em aberto contra Marcos Antônio da Silva, 31 anos. Questionado sobre o motivo da ameaça, Marcos respondeu que estaria incomodado por causa do barulho e poeira da obra, não conseguindo almoçar. Ele estava acompanhado de outro homem de 29 anos. Os dois seriam vizinhos e estavam em visível estado de embriaguez.

Os dois suspeitos, afirmaram aos policiais que teriam jogado o tijolo contra o trabalhador, pois o mesmo teria arremessado uma marreta em direção a eles. Indagado sobre o fato, a vítima, alegou que não jogou a marreta, que a ferramenta teria caído de sua mão, enquanto trabalhava e que os acusados usavam a sombra da igreja neste momento e que estariam usando isto para tentar agredi-lo.

Dentro da viatura, Marcos e o outro suspeito, fizeram ameaças as vítimas, dizendo que os matariam quando saíssem. Diante dos fatos, os quatro foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.