Seis adolescentes estupraram jovem encontrada morta em canavial

Dois adolescentes, de 14 e 17 anos, acusam um ao outro de terem matado a jovem asfixiada.

Adolescentes apreendidos na 1ª DP (Delegacia de Polícia) da Capital. - (Foto: Adilson Domingos)

A Polícia Civil apreendeu nesta tarde (1º) seis adolescentes que confessaram terem estuprado Carolaine Espindola, de 22 anos, encontrada morta em um canavial, nesta manhã próximo da Aldeia Bororó, em Dourados. Dois dos garotos tem 13 anos e os outros tem 12, 15, 14 e 17.

Eles estão detidos na 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Dourados, para onde foi encaminhada uma outra adolescente, de 17 anos, que os garotos também tentaram estuprar. Conforme apurado pela reportagem, o estupro coletivo ocorreu durante uma festa, na noite deste sábado (31) na aldeia.

Todos consumiam bebida alcoólica, um problema cada vez mais recorrente na região, quando os garotos decidiram estuprar as duas meninas. Elas foram levadas para o meio de um canavial próximo da aldeia, mas uma das adolescentes conseguiu fugir.

Todos os garotos admitiram ter estuprado Carolaine, sendo que os adolescentes, de 14 e 17 anos, acusam um ao outro de ter matado a jovem asfixiada. O caso segue em investigação. 

O caso - Carolaine Espindola, saiu de casa na noite de ontem e, nessa manhã o seu corpo foi encontrado por moradores da aldeia. Ela era da etnia Kaiowa. Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil e perícia foram ao canavial. No corpo, os peritos encontraram sinais de violência sexual e asfixia. A calcinha da jovem foi encontrada a metros de distância do local do crime. Um casal chegou a ser levado à delegacia como testemunha para prestar depoimento.

Com a colaboração de Adilson Domingos***