Roda de conversa ‘Grito dos Excluídos’ discute inclusão em Sidrolândia

A reunião foi a base para o ato acontecer no município no ano que vem.

A reunião foi a base para o ato acontecer no município no ano que vem. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Integrantes de movimentos sociais e lideranças participaram, na última sexta-feira (06), da primeira roda de conversa - Grito dos Excluídos, realizada em Sidrolândia. Segundo a organização, o evento que é realizado no Dia da Independência busca lutar pelos direitos das minorias e por uma sociedade mais justa e libertária. A reunião foi a base para o ato acontecer no município no ano que vem.

A roda da conversa abordou temas como a Reforma Trabalhista e os cortes feitos pelo governo federal na área da educação, entre outros. O grupo está programando uma nova reunião para a Aldeia Tereré. A ideia é trazer o movimento para o dia da independência do ano que vem.

Participaram os professores, Maristela Stefanello (presidente da SIPREMS), Márcia Soraia Paz, Leontina Solange Neles, Adriana Aparecida Saravi, Cláudio Henrique do Carmo, Juscelino Marques de Souza, Adelaide de Souza Ribeiro, Rosana Carvalho (presidente da SINTED). Além do presidente do SINDICOM, Pedro Mamede, vereador Jean Nazareth, Prof° Maioque Rodrigues Figueiredo (liderança e militante das questões indígenas), vice cacique João Rodrigues Figueiredo. Também estiveram presentes, Lairson Ruy Palermo, Advogado, Pós-Grito em Políticas Públicas de Trabalho e Renda pela FLACSO e Priscila Anzoategui, Jornalista, Antropóloga e Advogada.

Grito dos Excluídos

O Grito dos Excluídos é um conjunto de manifestações populares que ocorrem no Brasil, desde 1995, ao longo da Semana da Pátria, que culminam com o Dia da Independência do Brasil, em 7 de setembro. O movimento não tem ligação partidária.