Brasil vence a Argentina e se aproxima de mais um título do Campeonato Sul-Americano

Seleção brasileira embarca para Santiago, capital do Chile, onde disputará a fase final

- Foto:Gogo Oyanguren/Divulgação

O Brasil está próximo de mais um título do Campeonato Sul-Americano. Nesta quinta-feira, na cidade chilena de Temuco, o time comandado por Renan Dal Zotto derrotou a Argentina por 3 sets 1, parciais de 25/23, 25/21, 18/25 e 25/21, e avançou à semifinal. Agora, a seleção embarca para a capital Santiago, onde disputará a fase final a partir desta sexta-feira.

A equipe brasileira não teve vida fácil na partida. Marcelo Mendez, técnico da Argentina e grande conhecedor do vôlei verde e amarelo - devido aos anos que está à frente do Cruzeiro, soube marcar bem as jogadas do Brasil. As vitórias foram apertadas no primeiro e segundo sets. A seleção perdeu o terceiro, mas conseguiu se reorganizar em quadra e fechou o jogo.

Sobre a competição

Dono de 31 títulos sul-americanos, o Brasil tenta manter a hegemonia na competição. O país só não conquistou o torneio em 1964, quando desistiu de participar do evento em meio ao primeiro ano do Governo Militar.

O Brasil disputou a primeira fase pelo Grupo A, ao lado de Argentina, Colômbia e Equador. A Chave B foi formada por Chile, Venezuela, Peru e Bolívia. Depois do Sul-Americano, a equipe brasileira ainda terá a Copa do Mundo como último compromisso da temporada 2019. A competição será de 30 de setembro a 15 de outubro, no Japão.

Estão com a seleção na disputa do Sul-Americano os levantadores Fernando Cachopa e Carísio; os opostos Alan e Felipe Roque; os centrais Flávio, Isac, Matheus e Cledenilson; os ponteiros Leal, Douglas, Hugo e Victor Cardoso, e os líberos Thales e Maique.