Droga apreendida em ação que terminou com traficante morto soma 1,5 tonelada

Homem morto, ainda não identificado, é apontado como o fornecedor da droga para o grupo preso na MS-040 depois de capotagem

Droga recolhida de caminhonete que capotou na MS-040 - (Foto: Henrique Kawaminami)

Policiais do Batalhão de Choque e do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) que se uniram em ação contra o tráfico de drogas na manhã desta segunda-feira (16), apreenderam 1,3 tonelada de maconha na caminhonete que capotou durante perseguição e outros 214 kg na casa que, segundo a polícia, servia como depósito de entorpecentes. A operação terminou com três presos e um suspeito morto.

O homem, ainda não identificado, é apontado como o fornecedor da droga para o grupo preso na MS-040 depois da capotagem. Segundo apurado pela reportagem, em continuação à ocorrência na rodovia, os policiais do Batalhão de Choque foram a uma casa na Rua Afonso Celso, no Bairro Los Angeles, região sul da cidade.

Conforme a polícia, durante abordagem, o morador disparou contra a equipe policial, que revidou. Nenhum policial ficou ferido. Já o traficante foi atingido e socorrido pelos policiais ao posto de saúde do Bairro Aero Rancho, onde morreu.

Mais cedo, na MS-040, motorista seguia sentido Bataguassu, por volta das 5h30 e não obedeceu a ordem de parada do DOF. Ele tentou fugir, mas durante a perseguição perdeu o controle da direção e capotou o veículo às margens da rodovia, ainda em Campo Grande,

O condutor foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. A caminhonete ficou destruída e os tabletes da droga ficaram espalhados no local.

Além do motorista, uma mulher de 25 anos e dois homens, de 22 e 32 anos, foram presos. Eles estavam em um Renault Sandero e um Fiat Strada e trabalhavam como batedores, segundo a polícia.

Foi um dos presos que entregou o endereço do homem que morreu. Ele disse que o grupo entregaria a droga em São Paulo.