Gasolina pode ter novo aumento em Mato Grosso do Sul

Petrobras reajustou em 2,5% preço da gasolina nas refinarias.

Gasolina pode ter novo aumento devido a reajuste da Petrobras - - Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

A Petrobras anunciou, nesta sexta-feira (27), novo reajuste no preço do litro da gasolina vendida nas refinarias para as distribuidoras, de 2,5%. O novo valor já está em vigor, mas o preço final ao consumidor dependerá de cada posto de combustível. Em Mato Grosso do Sul, pesquisa realizada pelo Correio do Estado aponta que o litro da gasolina ultrapassa a casa dos R$ 4 e pode haver novo aumento com o reajuste. O preço do diesel não teve alteração.

Diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência (Sinpetro), Edson Lazarotto, disse ao Correio do Estado que não há previsão de quando o reajuste chegará as bombas, porque o repasse depende do estoque atualizado dos postos e da concorrência, pois o mercado de combustíveis é um mercado de preços livres e de acirrada concorrência, o que faz com 

"Os preços foram reajustados na data de hoje pela Petrobras , na formula já adotada dede 2018, que é a paridade do preço do barril do petróleo no mercado internacional bem como a variação do dólar, o que originou no reajuste de 2,5 % no preço da Gasolina que equivale em centavos a 0,04  em media", explicou. 

O último reajuste da gasolina foi em 19 de setembro, de 3,5%, como uma reação ao atentado a refinarias na Arábia Saudita, que fez com o petróleo subisse rapidamente no mercado internacional.

Conforme a Petrobras, a política de preços para a gasolina e diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo.

“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica a estatal em nota.

Leia também

Governo anuncia inclusão de duas escolas da Capital em programa de ensino cívico-militar

PREÇO

Pesquisa realizada pelo Correio do Estado na segunda-feira (23) nos postos da Capital, constatou que a média do litro do combustível foi de R$ 4,03. Na semana passada, a Petrobras anunciou o aumento de 3,5% na gasolina e de 4,2% no diesel vendidos nas refinarias. 

O preço mais barato encontrado foi de R$ 3,97, enquanto o maior valor praticado era de R$ 4,09. Entre os postos de combustíveis da BR Distribuidora, o preço foi de R$ 3,97 a R$ 4,06. Nos estabelecimentos com a bandeira Ipiranga, os valores foram de R$ 3,98 a R$ 4,09. E nos postos da bandeira Taurus, o preço do litro da gasolina variou pouco, entre R$ 3,98 e R$ 3,99.