Em nenhum momento eu senti a bola bater na mão, diz Willian

Atacante marcou o seu 4º gol na 'era Mano' e elogiou entrega do Palmeiras contra Inter

Toque na mão de Willian anulou gol da virada do Palmeiras - (Foto: Roberto Vinícius/Estadão Conteúdo)

Autor do belo gol que garantiu o empate do Palmeiras contra o Internacional por 1 a 1, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, em duelo válido pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro, Willian destacou a entrega do elenco para buscar o resultado fora de casa. O atacante também lamentou o lance de mão na origem da jogada que acabou resultando a anulação de gol de Bruno Henrique após consulta ao VAR.

"Feliz pela circunstância do jogo, pelo primeiro tempo que o Inter fez, dominando a partida. Sabemos que tínhamos que melhorar muito para empatar. Fui feliz no chute. Valorizar a entrega do grupo", analisou. Este foi o quarto gol marcado pelo jogador nos seis jogos do técnico Mano Menezes no clube.

Suplente no início na partida, Willian entrou no intervalo da partida no lugar de Hyoran e mudou o destino do jogo. Além do gol feito e de outra boa oportunidade desperdiçada, o jogador esteve envolvido no lance mais polêmico da partida. Bruno Henrique teve um gol anulado porque na origem da jogada Willian resvalou a mão na bola durante dividida com o zagueiro Klaus.

"Acredito que tenha o VAR para isso. A hora que eu protegi a bola em nenhum momento eu senti a bola bater na mão. Mas vamos pela verdade aí da forma que ele viu no VAR. Paciência, tem o VAR para isso. Não é que por ser ao nosso favor que temos que crucificar o árbitro, temos que ficar tranquilos, descansar e pensar no jogo de domingo", amenizou.

Com 46 pontos e a três do líder Flamengo, o Palmeiras volta a campo no próximo domingo contra o Atlético-MG, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Segundo a última parcial, 17 mil ingressos foram vendidos de forma antecipada para o confronto.