História de garoto inventor atraiu ONG que instalou energia solar na comunidade

Todo o material é criado a partir de canos de PVC, lâmpadas LED e garrafas PET.

São usadas baterias de 12 volts (para iluminação pública) e de 6 (para os lampiões) que captam energia solar. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Desde quinta-feira da semana passada as 136 famílias que desde junho do ano passado ocupam parte da antiga esplanada ferroviária em Sidrolândia, passaram a dispor de luz elétrica gerada por energia solar. Atraídos pela história do garoto inventor Rogério Gonçalves, que será tema de matéria no programa de Luciano Huck, desembarcaram na cidade integrantes da ONG (Organização Não Governamental) "Litro de Luz", que instalaram 10 postes de iluminação pública e montaram lampiões que cada família pode usar para iluminar suas noites.  

São usadas baterias de 12 volts (para iluminação pública) e de 6 (para os lampiões) que captam energia solar. Todo o material é criado a partir de canos de PVC, lâmpadas LED e garrafas PET.

O projeto nasceu no ano de 2002, depois que o mecânico brasileiro Alfredo Moser criou e instalou uma lâmpada artesanal em seu telhado durante um apagão. A ideia fez sucesso e os vizinhos começaram a pedir para replicar a ideia.

Depois disso, o filipino Illac Diaz, criador da "My Shelter Foundation", que já promovia projetos sustentáveis de baixo-custo, conheceu a ideia de Moser e viu a oportunidade de ajudar famílias carentes em seu país, criando o projeto "Um Litro de Luz", em 2012. Com essa ajuda, o projeto brasileiro cresceu e hoje já atende várias cidades do Brasil e do mundo.

O projeto conta hoje com três frentes de trabalho: a lâmpada de Moser, indicada para iluminação de ambientes internos durante a noite, os postes externos, que são feitos com canos de PVC, garrafas PET e uma placa de captação de energia solar e é indicada para a iluminação de ruas e áreas públicas, e por fim, o lampião que é a mais nova iniciativa do projeto, já que o grande fator positivo é a possibilidade de ser carregado para qualquer lugar.

Atualmente eles já estão presentes em mais de 20 países, instalaram mais de 1 milhão de lâmpadas diurnas e 25 mil lâmpadas noturnas. Além disso, só no Brasil, em 2018 eles chegaram a mais 97 comunidades, instalaram mais de 1800 soluções e impactaram mais de 10 mil pessoas.