Secretários terão de deixar MDB para continuarem nos cargos

Embora os dois secretários sejam filiados ao MDB, nenhum deles teve na nomeação a interferência do ex-prefeito.

Secretária de Desenvolvimento Econômico, Elaine Brito e secretário de Infraestrutura, Nilo Cervo - Fotos: Vanderi Tomé/Região News

Todos os ocupantes de cargos em comissão na Prefeitura de Sidrolândia, incluindo dois secretários municipais, que são filiados ao MDB, terão de deixar o partido para continuarem nos cargos. A recomendação foi repassada pelo próprio prefeito Marcelo Ascoli, já que o partido acaba de reeleger na presidência do diretório municipal o ex-prefeito Daltro Fiuza que anunciou ser pré-candidato a prefeito.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Elaine Brito, até o final da tarde desta terça-feira vai definir se deixa o cargo, permanecendo no MDB, ou abandona o partido e se engaja de imediato no projeto de reeleição do prefeito. No domingo, Elaine foi na convenção do MDB, mas não integrou a chapa única eleita para compor o diretório municipal.

O secretário de Infraestrutura, Nilo Cervo, esteve na convenção e integra o diretório como vocal. Quem também é filiada ao MDB, é a coordenadora Municipal de Políticas Públicas, Natália de Souza. Embora os dois secretários sejam filiados ao MDB, nenhum deles teve na nomeação a interferência do ex-prefeito, que em 2016, quando saiu da disputa, não participou das articulações que resultou na aliança do MDB com o partido do prefeito.