13 temas de redação que podem cair no Enem 2019

Professores de colégios e cursinhos fazem suas apostas. Formato deve ser dissertativo-argumentativo.

Redação do Enem tem peso importante na nota final — - Foto: Divulgação

Para fazer uma boa redação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), professores recomendam treinar durante o ano. O aluno pode aprender a administrar o tempo que leva para escrever, a estruturar corretamente seus argumentos e a construir produções coesas.

Mais abaixo, veja uma lista de 13 temas sugeridos por coordenadores e docentes de cursinhos pré-vestibulares e colégios. São apostas do que pode ser abordado no Enem 2019.

“Essas listas de assuntos possíveis são, na verdade, recomendações de leitura, dicas do que priorizar para formar repertório. O aluno pode buscar informações e reflexões. É preciso ter consciência de que a redação é um exercício multidisciplinar, e aí descobrir em quais áreas ainda é preciso se aprofundar”, afirma Sérgio de Lima Paganim, professor de Redação e Coordenador de Linguagens do Curso Anglo Vestibulares.

Mas não basta estar bem informado. É preciso dominar a estrutura correta e escrever um texto dissertativo-argumentativo. “Os alunos ficam muito preocupados em conseguir adivinhar o tema da redação antes. Só que não dá para esquecer que o formato é essencial para tirar uma nota boa”, diz Tatiana Nunes, professora do Colégio Moppi. Ela menciona a importância de elaborar uma tese, sustentar a argumentação e escrever uma conclusão com proposta de intervenção.

Apostas de tema

1. Meio ambiente:

· preservação ambiental

· exploração de recursos naturais

· tragédias ambientais, como as de Mariana e Brumadinho

· avanço da pecuária sobre áreas verdes

· aquecimento global

· queimadas e desmatamentos

“Pesquisar sobre acordos internacionais de preservação ambiental e posições políticas do governo brasileiro e de outras nações a respeito desses assuntos pode dar consistência à discussão do tema”, afirma Paganim.

2. Saúde pública:

· aumento de casos de doenças sexualmente transmissíveis entre jovens

· gravidez na adolescência

· surto de sarampo

· polêmicas sobre vacinas

“Conhecer a argumentação desses grupos, os fundamentos da prática de vacinação pública e dados sobre a prevenção e a disseminação de DSTs pode construir uma rede de reflexões muito útil para discutir temas sobre saúde pública”, diz Paganim.

3. Segurança pública:

· porte e posse de armas

· crise do sistema penitenciário brasileiro

· políticas de segurança pública

· violência urbana

“Pesquisar sobre eficientes iniciativas públicas de segurança pública, condições dos presídios brasileiros e opiniões a respeito da ação de polícias certamente ajudará a fundamentar boas reflexões sobre temas ligados à violência”, sugere o professor do Anglo.

4. Controle parental:

· exposição de crianças a jogos, filmes e vídeos impróprios

· perigo do contato de crianças com a internet

“Há hoje várias pesquisas que mostram que os pais não estão atentos aos que os filhos veem e consomem na internet. O aluno que está se preparando para desenvolver esse tema deve procurar dados sobre o desenvolvimento das crianças”, afirma Tiago Braga, professor do Sistema de Ensino pH.

5. Obesidade no Brasil:

· crescimento dos índices de obesidade no Brasil

· políticas públicas de combate à obesidade

· obesidade infantil

“O aluno deve se preparar conhecendo as principais causas e consequências da obesidade na população, desde a oferta de alimentos até estresse, hipertensão arterial e problemas cardiovasculares”, aconselha Braga.

6. Mobilidade urbana:

· meios de transporte alternativos

· estrangulamento das malhas urbanas

· problemas no sistema de transporte público

“Em São Paulo, por exemplo, há alternativas que podem ser citadas na redação, como o uso de bicicletas e patinetes, além da implementação de ciclovias e ciclofaixas”, afirma Simone Motta, coordenadora de português do Colégio Etapa.

7. Evasão escolar:

· abandono da escola durante o ensino fundamental e médio

“A evasão escolar no Brasil é a 3ª maior do mundo, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Uma parcela representativa de estudantes não fica na escola até os 16 anos e 40% deles não concluem o ensino médio até os 19 anos”, menciona Gabriella de Araújo Carvalho, coordenadora de redação do Curso Poliedro de São Paulo.

“O aluno pode se sair bem com uma coletânea que apresente os dados e as classes sociais que mais evadem, as justificativas e soluções para essa questão”, sugere.

8. Analfabetismo:

· desigualdade social e analfabetismo

“O estudante pode discorrer sobre o direito à educação, previsto por lei para todas as pessoas, independentemente de sua origem, raça, idade, sexo ou cor. E também trazer possíveis soluções para o problema”, diz Carvalho.

9. Crise hídrica:

· causas e consequências da crise hídrica no Brasil

“É importante abordar a importância da água e mostrar, na proposta de intervenção, formas de combate ao desperdício”, diz Tatiana Nunes, do Colégio Mopi.

10. Consumo e sustentabilidade:

· desperdício e consumismo

“O consumo consciente e a preocupação com a sustentabilidade devem ser sinalizados na proposta de intervenção”, afirma Tatiana.

11. Bullying nas escolas:

· agressões e ameaças na escola

· violência psicológica

· preconceito

“Nesse tema, o candidato pode abordar o que é bullying e suas consequências para crianças e jovens. Quanto à proposta de intervenção, a sugestão é apontar possibilidades de combate à discriminação, dentro e fora das escolas”, sugere a professora do Mopi.

12. Preconceito linguístico:

· diversidade linguística no Brasil

· importância de não inferiorizar determinadas variações do idioma

"O tema é interessante, porque temos diversos 'falares no Brasil que não podem, de forma alguma, ser hierarquizados", diz Tatiana.

13. Esportes como inclusão social:

· importância do esporte como oportunidade para jovens pobres

· esportes para pessoas com deficiência

“O assunto ‘esporte’ pode aparecer como forma de inclusão para crianças e jovens carentes. É importante citar que, além de ser uma prática saudável, pode realizar sonhos”, diz Tatiana.