Policial mata esposa na frente do filho, depois de assassinar suposto amante

Homem recebeu prints de conversas que indicariam traição, o que não foi confirmado; mulher morreu na frente do filho do casal

PMA matou esposa na casa dos pais, em Paranaíba - (Foto: JPNEws)

O policial militar ambiental Lúcio Roberto Queiroz da Silva, 36 anos, matou a esposa e um homem a tiros, em crime ocorrido ontem à noite, em Paranaíba, a 422 quilômetros de Campo Grande. A mulher teria sido morta na frente do filho do casal.

O policial resolveu vasculhar o celular da mulher e não encontrou qualquer evidência de traição. Mesmo assim, saiu à procura do homem, que estava na casa da sogra. Ele atirou no tórax e nas costas da vítima, identificada como sendo o corretor de imóveis Fernando Henrique Freitas, 31 anos.

Depois, o PMA foi até a casa dos pais e encontrou a esposa. Ele atirou na mulher, Regianni Araújo, 32 anos, que estava deitada no sofá. A informação é que o crime teria ocorrido na frente do filho do casal. O policial fugiu e, segundo a Polícia Civil, ainda não foi localizado.