Prefeito aponta avanços da gestão e diz que vai buscar ampla aliança para projeto de reeleição

Na longa entrevista que concedeu, o prefeito detalhou as principais ações de sua gestão nas diversas áreas que fora questionado.

Prefeito Marcelo Ascoli em entrevista ao RN - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O prefeito Marcelo de Araújo Ascoli (PSL) foi o 4º (quarto) pré-candidato à Prefeitura de Sidrolândia, entrevistado pelo jornal eletrônico Região News. Acompanhado do secretário de Governo, Clayton Ortega e de sua esposa, a enfermeira Ana Lídia Ascoli (primeira-dama), o chefe do Executivo falou por quase 90 minutos.

Na longa entrevista que concedeu, o prefeito detalhou as principais ações de sua gestão nas diversas áreas que fora questionado. Falou dos avanços e dificuldades enfrentados até aqui. “Não sou muito de ficar lembrando o passado, mas se puxarmos na memória, veremos o quanto melhoramos em diversas áreas”, comenta.

Ascoli cita, como exemplo, na área da saúde, onde segundo ele, promoveu a reestruturação da rede com a contratação de mais médicos, aquisição de ambulâncias, funcionamento da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), além de aumentar o repasse para o Hospital Elmiria Silvério Barbosa e destinar recursos para o Centro de Parto Normal (CPN).

“Todos nós sabemos que a Saúde não é uma tarefa fácil para nenhum gestor. As demandas são sempre crescentes. Temos tratado deste tema com prioridade em nossa gestão. A UPA, por exemplo, inaugurada em 2017, já passa por uma ampliação”, argumenta.

Política

O pré-candidato está confiante de que terá o apoio de partidos importantes que gravitam em torno do governo. O MDB, por exemplo, apesar de ter lançado o nome do ex-prefeito Daltro Fiuza como pré-candidato, se mantém ocupando cargos de chefia na gestão, isto porque, paira sobre o ex-prefeito a incerteza de que terá condições legais de registrar candidatura.

“Tenho muito respeito e admiração pelo ex-prefeito Daltro Fiuza. Não temos tido muito contato, mas é uma pessoa extremamente importante no contexto político de Sidrolândia. O compromisso feito com as lideranças do partido prevê que na impossibilidade de candidatura, reeditaremos a aliança feita em 2016”, argumenta.

As contas da última gestão do ex-prefeito Daltro Fiuza (MDB), referente ao exercício de 2008, foram rejeitadas pela Câmara de Sidrolândia, que manteve o parecer prévio do Tribunal de Contas. Fiuza questionou na Justiça o rito formal do processo de votação, mas a juíza Sueli Garcia, titular em exercício da 2ª Vara Cível, negou liminar em ação, que pediu a anulação do decreto legislativo 001/001, que formalizou a rejeição de suas contas.

Marcelo Ascoli deve mesmo deixar o PSL (Partido Social Liberal) e tudo indica, que vai buscar abrigo no PSD, do senador Nelsinho Trad, com quem tem afinidade política. Em Sidrolândia, o partido tem 55 filiados, entre eles, peças importantes de seu governo, como Clayton Ortega e Jaice Centurion, secretário de Governo e chefe de gabinete, respectivamente. Confira na integra a entrevista concedida ao RN.


 

Prefeito Marcelo Ascoli é o 4º pré-candidato entrevistado pelo RN

Prefeito aponta avanços da gestão e diz que vai buscar ampla aliança para fortalecer projeto de reeleição. Assista

Publicado por Regiao News em Domingo, 20 de outubro de 2019