Três são presos em operação para desarticular facção criminosa

Serão cumpridos ainda hoje mandados de prisão e busca e apreensão em MS e SP

Presos foram levados para as delegacias da Capital - - Foto: Bruno Henrique/Correio do Estado

Três suspeitos com idades entre 32 e 37 anos foram presos na manhã desta quinta-feira (7), em operação contra organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) que atua dentro e fora de presídios em Mato Grosso do Sul e São Paulo.

A operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em parceria com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) tem objetivo de desarticular integrantes de facções criminosas que atuam dentro e fora dos presídios nos dois estados. As equipes estão cumprindo 46 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão. Em MS, os mandados estão sendo realizados em Campo Grande e Dourados. 

Um dos suspeitos, que não teve a identidade revelada para não atrapalhar as investigações foi preso em uma residência no Jardim Noroeste, próximo ao presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande. Ele foi levado a delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) no centro onde vai prestar depoimentos. 

Os demais presos foram levados para a delegacia de pronto atendimento comunitário (depac) só que no bairro Piratininga. Um dos conduzidos, provavelmente será encaminhado para cumprir o mandado no Estado de São Paulo, local onde também está sendo deflagrada a operação. 

Já em Dourados, policiais militares estão nas ruas em busca de quatro alvos. Segundo informações, em um dos endereços no município, equipes da Força Tática não encontraram um dos suspeitos.  No entanto, outro homem, que estava no mesmo local e portava 12 gramas de maconha, foi detido e levado até a delegacia onde será ouvido.