Reforma administrativa ‘vai demorar um pouquinho ainda’, diz Bolsonaro

Presidente chegou na tarde deste domingo a Brasília depois de passar o feriado no Guarujá, no litoral de São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo, 17, em Brasília, que a reforma administrativa pode demorar um pouco. “Vai aparecer, não sei quando. Mas vai demorar um pouquinho ainda”, disse ele ao chegar ao Palácio da Alvorada, depois de passar o fim de semana prolongado no Guarujá (SP).

A PEC da reforma administrativa muda as regras do serviço público, criando diretrizes mais próximas à iniciativa privada. A previsão era que a proposta fosse entregue ao Congresso ainda nesta semana.

Na sexta-feira 15, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou a jornalistas que pretende concluir a reforma administrativa té o primeiro semestre do próximo ano. “Essa reforma é muito importante, pois tem o objetivo de melhorar a eficiência do serviço público.”

O presidente não quis comentar a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, em manter o pedido de acesso aos relatórios financeiros de cerca de 600.000 pessoas produzidos nos últimos três anos pelo antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

Bolsonaro viajou para Guarujá na sexta-feira 15, no feriado da proclamação da República. No sábado, assistiu ao jogo entre Santos e São Paulo no estádio da Vila Belmiro. Antes de viajar para Brasília, ainda andou de moto aquática e cumprimentou simpatizantes em uma praia.