Homem é morto a tiros em frente a vidraçaria na fronteira, 2º caso do ano

Roger Miguel Olmedo Duarte, 21, era funcionário da vidraçaria e foi executado em Pedro Juan Caballero

Local onde funcionário de vidraçaria foi morto a tiros, em Pedro Juan Caballero - Foto: Campo Grande News

Funcionário de uma vidraçaria é a segunda vítima da matança sem fim na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Roger Miguel Olmedo Duarte, 21, foi executado por volta de 11h30 desta quinta-feira (2) na calçada em frente à vidraçaria onde trabalhava, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS).

O crime ocorreu na Rua Adela Speratti com 1º de Dezembro, em frente à Vidraçaria Fronteira, no bairro San Antonio. Agentes do setor de investigações da Polícia Nacional e a perícia estão no local, mas não há pista dos criminosos.

Roger Duarte é a segunda vítima da violência na fronteira em 2020. Ontem, o brasileiro Ramão Celino Benítez Agüero, 68, foi morto com golpes na cabeça, na zona rural de Pedro Juan Caballero.

No ano passado, pelo menos 145 pessoas foram assassinadas em Pedro Juan Caballero, a maioria pelas mãos dos “sicários”, como os pistoleiros são conhecidos no Paraguai.