Com salários atrasados, funcionários fazem manifestação na porta de usina

Segundo os relatos, o plano de saúde dos trabalhadores e o vale alimentação também foram bloqueados por falta de pagamento

Manifestação de funcionários na porta da usina - (Foto: Arquivo Pessoal)

Funcionários da Tonon Bioenergia da Unidade Vista Alegre, em Maracaju fizeram uma manifestação, na quarta-feira (8), em protesto contra os atrasos salariais e cortes de benefícios como plano de saúde e vale alimentação. Segundo os relatos, o 13º não foi pago e apenas 50% da remuneração referente ao mês de dezembro foi depositada.

Um dos trabalhadores, que teve a identidade preservada, lamentou a situação e disse que os depósitos referentes ao fundo de garantia dos trabalhadores não estão sendo feitos há cinco meses. “O problema é que as contas não esperam”, disse.

Os trabalhadores tentaram contato com os responsáveis pela empresa para ter um posicionamento sobre quando a situação será regularizada, mas não tiveram respostas. Eles relataram que, durante a manifestação nenhum responsável apareceu para conversar com os funcionários. Ao menos 600 estão com os salários em atraso. A ideia é fazer outro protesto semelhante na próxima terça-feira (14).

A Tonon Bioenergia está em recuperação judicial e após as primeiras notícias divulgadas sobre o caso emitiu nota explicativa informando que "a diretoria vem buscando meios para sanar as pendências existentes, principalmente no que se refere ao pagamento em dia dos salários, observada que a ausência de pagamento do 13º salário do ano de 2019 será tratada pelo Sindicato competente mediante negociação com os funcionários".