Programa Vale Universidade vai admitir estudantes de cursos à distância

Governo também está mais rigoroso na fiscalização dos estágios.

O decreto também estipula mais clareza nas condições para ingresso no programa e atualiza os valores - - Foto: DIVULGAÇÃO

O governo de Mato Grosso do Sul fez várias modificações nas regras do programa Vale Universidade. A novidade para este ano letivo, é que a ajuda estatal para estudantes de baixa renda custearem seus estudos foi estendida a quem está matriculado em cursos superiores na modalidade de ensino à distância.  

Até o ano passado, o programa em que o estudante de universidade privada tem até 70% da mensalidade custeada pela administração estadual, e o estudante de universidade pública recebe uma bolsa de estudos, era válido somente para universitários matriculados em cursos presenciais.  

Outra flexibilização ocorreu na exigência de frequência escolar do aluno. Até o ano passado, os beneficiados tinha de comprovar 80% de frequência escolar, e agora, 80%.  

Também houve aumento do rigor em outras normas do programa. O estudante que não comprovar o deslocamento para as atividades de estágio, poderá perder a bolsa. Além de repartições públicas, agora o programa também admite estagiários em organizações governamentais.  

A Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Trabalho foi demandada para informar sobre o período de inscrições para o programa Vale Renda neste ano, mas não atendeu os pedidos da reportagem até a publicação.  

No ano passado, o programa admitia Vale Universidade o acadêmico com renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896,00.