Em recuperação depois de sofrer infarto, presidente da Câmara comemora aniversário festejando em dobro

Nesta segunda-feira Carlos Henrique Olindo comemora 39 anos e agradece à Deus por estar vivo depois que passou por uma angioplastia.

Presidente da Câmara de Vereadores de Sidrolândia, Carlos Henrique Olindo com a família - Foto: Divulgação

No dia em que completa 39 anos, nesta segunda-feira, 24 de fevereiro, o presidente da Câmara Municipal de Sidrolândia, vereador Carlos Henrique Olindo, disse que só tem a agradecer a nova chance que recebeu de Deus. Depois de sofrer um infarto enquanto participava de um passeio com um grupo de ciclistas, passou por uma angioplastia e hoje se recupera em casa.

"Só tenho a agradecer a nova chance que recebi de Deus, hoje comemoro duas vezes, meu aniversário e a graça de estar vivo. Deus me curou e estou muito feliz", disse o parlamentar.

Carlos Henrique que é pai de quatro filho, dois casais, recebeu alta do Hospital Proncor de Campo Grande, depois de passar pela cirurgia e vem se recuperando na casa dele, em repouso absoluto. “os médicos me disseram que este período deve ser de atenção, precaução e cuidados".

O vereador agradeceu às pessoas que pediram por sua saúde nos momentos em que passou pela cirurgia. "Primeiramente tenho que agradecer à Deus por ter me proporcionado continuar vivendo, segundo as orações das pessoas que rezaram ou oraram por mim e em terceiro, um fator muito importante, foi o fato de eu praticar atividade física, no caso o ciclismo", falou.

Como pratica atividade física regularmente, o corpo de Carlos Henrique reagiu bem quando sofreu o infarto. "Eu não sofri o infarto por causa do ciclismo, foi ao contrário, o ciclismo salvou a minha vida, se eu não tivesse uma vida sem vícios, com a prática de esporte, eu não teria sobrevivido", destacou.

Carlos Henrique já tinha problema em uma das veias e segundo os médicos, ele poderia sofrer um infarto em qualquer momento. 

Na próxima semana o vereador volta ao trabalho na Câmara, mas vai desenvolver atividade que não altere sua pressão arterial e deve evitar ficar estressado, a alta definitiva deve acontecer no dia 10 de março. "Neste período em que volto ao trabalho, na semana que vem antes de receber alta definitiva, devo voltar com muito cuidado, a vereadora Vilma Felini deve continuar conduzindo os trabalhos eu devo apenas auxiliar", finalizou Carlos Henrique.