Com adesão de três vereadores, PP passa ter maior bancada na Câmara

Formalizaram o ingresso na legenda os vereadores Cledinaldo Cotócio, Otacir Figueiredo e Juscelino Pereira.

Vereadores Cledinaldo Cotócio, Otacir Figueiredo e Juscelino Pereira ingressaram no PP. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Antes de completar uma semana da abertura da janela partidária que vai se estender até o dia 4 de abril, o Partido Progressista que iniciou a legislatura com um vereador eleito, Kennedi Forgiarini, passa ter a maior bancada na Câmara de Sidrolândia, com 4 integrantes.

Nesta terça-feira formalizaram o ingresso na legenda os vereadores Cledinaldo Cotócio, Otacir Figueiredo e Juscelino Pereira, que assumiu a vaga aberta pelo pedido de licença do vereador Edno Ribas. Os três são egressos do Prós, que perde representação parlamentar na Câmara.

O PP ganhou musculatura política graças a articulação do deputado Gerson Claro. Além de trazer Cledinaldo e Otacir que estiveram na campanha do parlamentar em 2018, atraiu para o grupo o 1º suplente Juscelino Pereira, que obteve 414 votos em 2016 e só não se elegeu vereador por uma diferença de três votos.

Além de superar o MDB e PSDB (com três vereadores) como maior bancada o grupo "progressista", terá papel importante no processo eleitoral de outubro. “Cortejado” pelo prefeito Marcelo Ascoli, que já manifestou interesse no seu palanque da reeleição, o PP hoje está alinhado com a candidatura do ex-prefeito Daltro Fiuza do MDB.

Especula-se que a filha do ex-prefeito, Cristina Fiuza, pré-candidata a vereadora, possa engrossar as fileiras do partido. Outro cenário que pode se efetivar, na eventualidade de Daltro não conseguir o registro da sua candidatura, o PP reforçar uma terceira via a uma eventual polarização entre o prefeito e o candidato do PSDB, Enelvo Felini