Prefeito tenta destravar recursos para concluir escola no Paraíso

Sem receber desde dezembro, a empreiteira responsável pela obra ameaçou pedir rescisão de contrato.

Prefeito Marcelo Ascoli, esteve em Brasília, acompanhado do secretário de Governo, para cobrar recursos em atraso - Foto: Divulgação

O prefeito de Sidrolândia Marcelo Ascoli, esteve em Brasília, acompanhado do secretário de Governo, Clayton Ortega, para cobrar recursos em atraso do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para a construção da escola no Jardim Paraíso. Sem receber desde dezembro, a empreiteira responsável pela obra ameaçou pedir rescisão de contrato.

A construção da unidade está em andamento e está na fase da cobertura. O investimento previsto é de R$ 1.003.130,21 – sendo R$ 950.542,04 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 52.588,20 de contrapartida financeira da Prefeitura, a unidade escolar terá 1.129,64 m² de área construída.

Além da ala administrativa, banheiros e saguão, terá seis salas de aula. Durante as reuniões em Brasília, o prefeito garantiu recursos para aquisição de ônibus (com 23 lugares) para o transporte escolar que custará R$ 189 mil.