Nova Carteira de Identidade começa a ser emitida em Mato Grosso do Sul

Novo RG permite inserir número de outros documentos, como CPF, CNH, título e carteira de trabalho

Novo modelo permite inserção de números de vários documentos - - Foto: Ilustração

Desde o início deste mês, o novo padrão de Carteira de Identidade está sendo emitido em Mato Grosso do Sul. Com a adoção do novo modelo, a partir de agora o solicitante pode informar sua condição de saúde, inserir número de outros documentos e optar pela inclusão de novo social sem alteração no registro civil.

O novo modelo traz dispositivos para aumentar a segurança contra a falsificação e contém mais informações, como registros do título de eleitor, numeração da Carteira de Trabalho e Previdência Social, certificado militar, Carteira Nacional de Habilitação, documento de identidade profissional e números de NIS/PIS/Pasep.

Além dos números de outros documentos, o solicitante também poderá informar suas condições de saúde, sendo necessário apresentar atestado médico ou documento oficial que comprove a condição particular de saúde que ele deseja inserir. Tipo sanguíneo, fator RH e símbolo de portador de necessidades especiais também poderá constar no documento.

Todas as informações são facultativas, ou seja, cada cidadão poderá optar por incluir os registros complementares que julgar necessários. 

Medida atende decreto federal que determina a obrigatoriedade na adoção do novo modelo de carteira de identidade. Prazo para que os estados se adequem é março de 2021, mas o governo de MS se antecipou.

“Embora a decisão tenha sido postergada para março de 2021, Mato Grosso do Sul já estava preparado para atender esse novo modelo e desde o dia 2 de março, adotou o novo padrão”, explica o diretor do Instituto de Identificação de Mato Grosso Sul, vinculado à Coordenadoria-Geral de Perícias da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Marcio Cristiano Paroba.

Pessoas que têm os RGs antigos não precisam trocar de documento, pois os mesmos continuam valendo. 

Para solicitar o documento, é necessário fazer o agendamento gratuito através do site da Sejusp. Primeira via é gratuita, enquanto para a segunda via é cobrada taxa.  Para ambas as vias é exigida apresentação de cópia da certidão de nascimento ou casamento. 

Do dia 2 até o dia 10 de marco, 2.903 pessoas já solicitaram o novo documento., sendo quatro destes com o nome social. Conforme o governo, são expedidas 15 mil novas identidades por mês no Estado.