Supermercados descartam desabastecimento e pedem calma à população

Segundo o empresário Acelino Cristaldo, não há risco de desabastecimento, porque toda a cadeia produtiva está funcionando.

No Supermercado Nutrimais nesta quarta-feira houve um aumento acima da média do movimento - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Diante do crescimento do movimento desencadeado pelos temores gerados pela pandemia do coronavírus, os donos dos supermercados de Sidrolândia pedem calma aos consumidores, evitem estocar alimentos. Segundo o empresário Acelino Cristaldo, não há risco de desabastecimento, porque toda a cadeia produtiva está funcionando.

"Os supermercados tomaram as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde. Os funcionários estão com máscaras de proteção, houve um reforço na higienização", destaca. Todas as lojas reforçaram suas estruturas de entrega para atender o crescimento das vendas online. "Está é a melhor alternativa para evitar aglomerações, manter o isolamento social, principalmente dos idosos e quebrar a cadeia de transmissão do vírus", alerta.

No Supermercado Nutrimais nesta quarta-feira houve um aumento acima da média do movimento, com isto, acabou os estoques de alguns itens. A orientação e atenção nos cuidados, mas não perder a tranquilidade.

Em nota, a Associação Sul-mato-grossense de Supermercados desmentiu matéria divulgada sobre um suposto desabastecimento, a partir da constatação de que estava faltando álcool em gel no Hipermercado Comprar da Avenida Mato Grosso, em Campo Grande. Confira íntegra da nota:


 

A AMAS – Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados, está acompanhando atentamente todas as notícias sobre a pandemia do COVID-19, o novo coronavírus, que chegou ao Brasil neste mês de março.

O setor está mobilizado no combate a propagação da doença e vem tranquilizar a população sobre o abastecimento de alimentos e produtos de higiene e limpeza. Temos monitorado as lojas supermercadistas do estado e não identificamos nenhum problema de desabastecimento.

O que estamos enfrentando é um atraso na reposição de alguns produtos, como álcool em gel, devido a intensa procura e aquisição nos últimos dias, porem com sinalização dos principais fabricantes referente ao aumento significativo na produção deste produto.

Ressaltamos que os supermercados operam com normalidade e estão preparados inclusive, para aumentar o abastecimento, caso seja necessário, como já acontece em datas sazonais. Portanto não é necessário que a população faça estoque de alimentos e produtos de higiene.

Para que o vírus não se espalhe ainda mais, recomendamos à população que, ao ir ao supermercado, vá apenas um integrante da família com uma lista dos suprimentos que se fazem necessários, para evitarmos a aglomeração de pessoas e a possível transmissão da doença.

Referente a grande procura por álcool em gel, os supermercadistas de MS tem a opção de limitar a quantidade do produto por cliente, para que assim, o produto possa alcançar o maior número de pessoas possíveis. Além disso, essa ação não configura prática abusiva, segundo o Comitê Nacional de Defesa dos Direitos do Consumidor, ficando a critério de cada supermercado.

Lembramos ainda, que a higienização dos carrinhos e cestas já acontece nas lojas, conforme estabelecido na Lei 13.486/2017.

PRÁTICAS DE COMBATE AO COVID-19

  1. Vá apenas uma pessoa por família ao supermercados;
  2. Idosos ou pessoas do grupo de risco, peça para outra pessoa fazer as compras;
  3. Evite levar crianças aos supermercados;
  4. Procure ficar pelo o menos 1,5m de distancia das pessoas;
  5. Ao tossir ou espirar, cubra a boca e o nariz com o braço ou lenço. Não use as mãos;
  6. Se possível, opte por pagar com cartão ao invés de dinheiro, para evitar contato físico com o operador de caixa;

Como os supermercados tem o papel essencial de abastecer toda a população Sul-mato-Grossense, acreditamos que essas recomendações contribuirão para o enfraquecimento do avanço do coronavírus.

Assessoria de Comunicação AMAS