Comércio sob quarentena a partir de terça-feira: só bancos, lotéricas, supermercados, farmácias, postos de combustíveis vão abrir

Como parte da estratégia para travar a cadeia de transmissão do novo coronavírus, o município entrará em regime de quarentena.

Dentro dos estabelecimentos terá de ser obedecida a distância mínima de 1,5 metro entre uma pessoa e outra. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

A partir da próxima terça-feira e até o dia 15 de abril, Sidrolândia que está sob toque de recolher das 20 horas às 4 horas da manhã do dia seguinte, passa a ter medidas ainda mais restritivas da circulação de pessoa.

Como parte da estratégia para travar a cadeia de transmissão do novo coronavírus, o município entrará em regime de quarentena, que na prática imporá o fechamento de boa parte do comércio e das atividades de serviço, como escritório de advocacia, contabilidade, imobiliárias, hotéis. Desde sexta-feira está proibido o funcionamento de bares e dos supermercados aos domingos.

Conforme decreto do prefeito Marcelo Ascoli, que será publicado na edição desta segunda-feira do Diário Oficial, a partir de terça-feira só vai estar autorizar o funcionamento nas cidades dos supermercados, lotéricas, agências bancárias; postos de combustíveis; farmácias, pet shops; atividades de segurança privada; assistência a saúde, incluindo os serviços médicos e hospitalares; serviços de transporte (ônibus, mototáxi, aplicativos).

Os serviços de alimentação (restaurantes, lanchonetes, padarias e congêneres) poderão funcionar desde não haja consumo no próprio local ou atendimento delivery. Nos supermercados só será permitida a entrada de uma pessoa por família ou grupo de amigos.

Dentro dos estabelecimentos terá de ser obedecida a distância mínima de 1,5 metro entre uma pessoa e outra. Se a regra não for obedecida, o estabelecimento poderá ser fechado, com a perda do alvará de funcionamento. Os bancos também e as lotéricas terão de regular a entrada de pessoas para evitar grandes aglomerações em espaços fechados, mantendo a distância mínima de 1,5 metro

Com a quarentena, permanecerão fechados, em princípio por 21 dias, lojas dos segmentos de roupa, confecções, calçadas, utilidades domésticas, material de construção, bijuterias, maquiagem, jardinagem; eletroeletrônicos, móveis, dentre outros. As cooperativas e revendas de insumos agrícolas, funcionarão em regime de plantão. 

As grandes indústrias, como a JBS e o Frigorífico Balbinos, terão 5 dias, para apresentar um plano de contingência, que inclua distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, na entrada e saída, no ambiente de trabalho (inclusive refeitórios) e no transporte coletivo, com isto, haverá necessidade de reforço na frota. Na estação rodoviária, o embarque e desembarque será permitida, mas sem a aglomeração.