Câmara devolve R$ 200 mil para prefeitura aplicar nas ações de prevenção ao coronavirus

A Mesa Diretora da Câmara de Sidrolândia, depositou nesta segunda-feira, dia 6, R$ 200 mil na conta da Prefeitura. O recurso será destinado ao custeio de ações de prevenção e combate ao coronavirus.

Plenário da Câmara de Vereadores de Sidrolândia MS - Foto: Vanderi Tomé/Região News

A Mesa Diretora da Câmara de Sidrolândia, depositou nesta segunda-feira, dia 6, R$ 200 mil na conta da Prefeitura. O recurso será destinado ao custeio de ações de prevenção e combate ao coronavirus. Em princípio, por sugestão de 11 vereadores que assinaram um requerimento cobrando a devolução do recurso, o dinheiro seria liberado com destinação carimbada para o Hospital Elmiria Silvério Barbosa.

Por meio de mensagem via WhatsApp, os vereadores foram informados da devolução do montante. Diz a mensagem; “A mesa diretora fez a devolução de R$ 200.000,00 para a prefeitura investir no combate ao Covid-19. O dinheiro vai ser administrado pelo prefeito e pelo secretário de saúde no combate ao vírus”.

O recado revela ainda que cada vereador pode indicar melhorias em determinadas áreas da Saúde. Antes da decisão, houve resistência de alguns integrantes da Mesa Diretora, por estarem em rota de colisão com o prefeito Marcelo Ascoli. O impasse se arrastou até a semana passada quando 11 vereadores apresentaram requerimento cobrando a devolução do recurso.

Vereadores ouvidos pela reportagem parabenizaram a ação no combate ao coronavírus. “A gestão da Câmara ouviu a sociedade sidrolandense que se mobilizou numa corrente de fé e solidariedade”, disse Waldemar Acosta (PDT), que chegou a fazer doações financeiras ao hospital, Elmiria Silvério Barbosa, de suas economias pessoais.

Já o vereador Valdecir Carnevalli (Ganso), disse que a gestão da atual Mesa Diretora esta enxuta, razão pela qual permitiu a devolução do repasse. “Fiquei feliz com a noticia. Vou reivindicar devoluções as instituições que também prestam serviços relevantes a sociedade”, comentou o vereador ao citar a Comitiva dos Amigos. O presidente da Câmara, não retornou as ligações para falar sobre o caso.