SporTV começa a exibir nesta terça todos os jogos do Brasil na Copa do Mundo de 1970

Campanha do tricampeonato mundial, com Pelé, Jairzinho, Rivellino e companhia, ganha novas narrações e novos comentários. PVC destaca "repertório assustador" daquela seleção

Pelé, do Brasil, é carregado durante a comemoração do título de campeão em 1970 - Foto: Agência AP

Seguindo a linha de reexibir jogos históricos durante o período sem bola rolando por conta da pandemia do coronavírus, o SporTV reservou uma grande Copa do Mundo para esta semana. A partir desta terça-feira, o canal vai transmitir, com narrações e comentários atuais, todos os jogos do Brasil na campanha do tri, em 1970.

Sempre às 19h até sexta-feira, e um pouco mais cedo, às 18h, no sábado e no domingo, um jogo será exibido por dia na Faixa Especial.

 

Veja a programação:

  • 14/04 - TERÇA, 19h - Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia (Luiz Carlos Jr e Lédio Carmona)
  • 15/04 - QUARTA, 19h - Brasil 1 x 0 Inglaterra (Everaldo Marques e Alexandre Lozetti)
  • 16/04 - QUINTA, 19h - Brasil 3 x 2 Romênia (Daniel Pereira e Carlos Eduardo Lino)
  • 17/04 - SEXTA, 19h - Brasil 4 x 2 Peru (Eduardo Moreno e Roger Flores)
  • 18/04 - SÁBADO, 18h - Brasil 3 x 1 Uruguai (Gustavo Villani e PVC)
  • 19/04 - DOMINGO, 18h - Brasil 4 x 1 Itália (Cleber Machado, Caio Ribeiro, PVC e Casagrande)

PVC, que estará nos comentários da semifinal e da final, rasgou elogios ao time de 70, para ele a maior seleção de todos os tempos.

 
- Genial comentar os jogos. Acho que é a maior seleção da história de todos os tempos, porque ela é inovadora no plano tático. O time volta o tempo inteiro para bloquear os espaços, com só o Tostão na frente. Tem no Tostão quase um falso 9, embora ele sempre ressalte que era centroavante desse time. Tem capacidade do contra-ataque, capacidade de troca de passes. Time com repertório assustador. 

- E com uma geração de Carlos Alberto, Clodoaldo, Pelé, Gerson, Jairzinho, Tostão, Rivellino. Acho inigualável, acho seleção mais importante mais importante para a história do futebol do que a Holanda de 1974, que é importantíssima, do que o Brasil de 1982, para mim é a seleção de todos os tempos - completou.

Para Lédio Carmona, que estará na transmissão da estreia ao lado de Luiz Carlos Jr nesta terça, a Copa do Mundo tem seu valor ainda maior por conta dos grandes adversários.

- Foi uma Copa rica tecnicamente. Brasil no auge, com a última Copa do Pelé, última Copa do Gerson, a Copa da explosão do Jairzinho. Rivellino explodindo também. Era uma seleção com Tostão jogando uma Copa exuberante. Era moderna, ditou tendência, como era móvel, eclética, como se antecipava ao jogo moderno.

- Uma grande seleção que tinha grandes adversários. Itália com seu ferrolho tinha um time muito bom. Tinha toda a questão da revanche do Brasil com o Uruguai, que se consumou na semifinal. Alemanha também era um time fortíssimo.