Baixa adesão ao isolamento social reflete nos casos confirmados de coronavírus

Na última sexta-feira apenas 42,2% dos sul-mato-grossenses ficaram em casa.

Familia em isolamento social. - Foto: Divulgação

A baixa adesão do sul-mato-grossense ao isolamento social tem ligação direta com o aumento de casos confirmados de Covid-19 no Estado. Conforme boletim epidemiológico atualizado neste domingo, 19 de abril, pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), são 168 casos confirmados e são monitorados 43 casos suspeitos.

Contrariando todas as recomendações de autoridades em saúde e de gestores públicos, a circulação de pessoas tem aumentado e reduzido cada vez mais o isolamento social. O monitoramento por geolocalização da In Loco mostra que na última sexta-feira, 17 de abril, apenas 42,2% das pessoas se mantiveram em casa, enquanto 57,8% se movimentou no Estado.

A população precisa ficar atenta, pois além da transmissão comunitária, a SES aponta tendência de interiorização da doença, ou seja, o vírus começou a expandir para os municípios. O secretário de saúde, Geraldo Resende demostrou preocupação com o cenário de baixo isolamento social, aumento de casos no interior e o aumento de internações em hospitais públicos.

“No início de casos confirmados a maioria dos leitos eram privados, mas hoje já temos pessoas internadas em hospitais públicos. Mostra que a doença chegou na população mais vulnerável do nosso estado. Isso nos preocupa! E o ficar em casa, é até o presente momento o melhor remédio para combater a covid-19”, destacou.

Dos 168 casos confirmados, 60 estão em isolamento domiciliar, 66 já finalizaram a quarentena e estão sem sintomas, 23 estão internados, sendo doze em hospitais públicos e onze em hospitais privados. 14 pacientes tiveram alta hospitalar e foram registrados cinco óbitos.