Homem de 31 anos é preso por estuprar a mãe e espancar a irmã

Morador da aldeia Bororó, Emiliano foi preso pela Força Nacional; ele confessa as agressões, mas nega violência sexual.

Acusado de estuprar a mãe foi levado para a Polícia Civil - (Foto: Adilson Domingos)

Homem de 31 anos, identificado apenas como Emiliano, foi preso na noite de ontem (23) acusado de espancar e estuprar a própria mãe em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Ele também teria agredido a irmã, de 38 anos.

Os crimes ocorreram na aldeia Bororó, onde Emiliano e as vítimas moram. Ele foi preso por homens da Força Nacional de Segurança Pública, que ajudam na segurança interna na reserva indígena de Dourados, onde moram pelo menos 15 mil pessoas.

Segundo a denúncia da família, Emiliano agrediu a mãe de 59 anos e a estuprou. A irmã saiu em defesa da mãe e também teria sido espancada.

Levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para ser atuado em flagrante, Emiliano confessou as agressões, mas negou ter estuprado a mãe. Ele disse que bateu na mãe e na irmã porque estava bêbado.

A reserva de Dourados, formada pelas aldeias Bororó e Jaguapiru, enfrenta escalada da violência, influenciada principalmente pelo consumo de drogas e álcool. Ontem à tarde, foi encontrado o corpo de Nelson Velasques da Silva, 31, morador na Bororó. Ele estava desaparecido há 12 dias e foi morto a golpes de pedra e faca. (Colaborou Adilson Domingos).