Sidrolândia investe em leitos e em profissionais para enfrentar a Covid-19

A UPA tem dois leitos de UTI, oito leitos da sala de estabilização e um leito de isolamento.

Secretário de Saúde Nélio Paim. - Foto: Marco Tomé/Região News

Desde que a pandemia da Covid-19 colocou o mundo em alerta, a Prefeitura de Sidrolândia vem trabalhando na preparação do sistema público de saúde para atender a população caso a doença se propague no município. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na parte de urgência está com dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além dos equipamentos e a infraestrutura.

Foram disponibilizados ainda oito leitos da sala de estabilização, contendo toda infraestrutura com oxigênio e monitores para observar os pacientes e um leito separado para o isolamento.

A Prefeitura tem investido na aquisição de equipamentos de proteção individuais (EPIs), que de acordo com a enfermeira Cleide Roque Machado, diretora da UPA, é muito importante nos dias de hoje no combate à Covid-19.

“Nós temos acompanhando mundo afora o índice de profissionais de saúde doentes, perdendo suas vidas por conta da falta de EPIs, ou do uso inadequado desses equipamentos de proteção. O prefeito Marcelo Ascoli e o Secretário de Saúde Nélio Paim, têm se preocupado com isso e investido na proteção dos nossos profissionais, porque eles também fazem parte do grupo de risco, estão expondo suas vidas, se colocando na frente da batalha”, explicou Cleide.

Sidrolândia tem 65 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, que fazem parte do plano de enfretamento para situações do novo coronavírus, que participaram de capacitações, reunindo os profissionais da UPA e da unidade de Estratégia de Saúde Família (ESF).

Nestes treinamentos os profissionais receberam informações de reforço sobre o uso correto dos equipamentos de proteção individuais (EPIs), sobre estabilização dos pacientes, monitorização de equipamentos e a prática da intubação.