Ex-vereador paga fiança de R$ 2 mil após ser preso por porte ilegal de arma

Vadinho e um familiar que veio socorrê-lo num outro veículo, estavam parados no acostamento da MS-162.

Os policiais encontraram um revólver calibre .38 e uma espingarda Flobe calibre .22 que o ex-vereador usa como arma de defesa - Foto: Divulgação

O ex-vereador Edvaldo dos Santos foi preso pela Polícia Militar no último sábado por volta das 22 horas, por porte ilegal de arma, pagou fiança de R$ 2 mil e foi colocado em liberdade na mesma noite. Vadinho e um familiar que veio socorrê-lo num outro veículo, estavam parados no acostamento da MS-162, perto do distrito de Quebra Coco, quando foram abordados pela guarnição.

Ele teve que interromper a viagem de volta para casa, no Assentamento Geraldo Garcia, porque a caminhonete que dirigia, uma L-200, apresentou problemas mecânicos.

Durante as buscas nos veículos, os policiais encontraram um revólver calibre .22 e uma espingarda Flobe calibre do mesmo calibre (.22) que o ex-vereador usa como arma de defesa pessoal nos seus deslocamentos, muitas vezes à noite, da fazenda onde trabalha na região do Quebra do Coco, até sua casa. Por porte ilegal de arma, os policiais deram voz de prisão ao ex-vereador que foi conduzido à delegacia, prestou depoimento e acabou liberado após o pagamento da fiança.

Vadinho desde que deixou a vereança, para complementar a renda familiar, faz trabalhos braçais em propriedades rurais. Atualmente, vinha prestando serviço numa fazenda perto do Assentamento Flórida, na saída para Quebra Coco.