Prefeito prorroga quarentena até dia 31 e volta proibir abertura de supermercados aos domingos

Este segmento do comércio tem sido o grande polo de aglomeração de pessoas aos domingos, quando muita gente sai às ruas.

ste segmento do comércio tem sido o grande polo de aglomeração de pessoas aos domingos, quando muita gente sai às ruas - Foto: Marco Tomé/Região News

Além de prorrogar até o dia 31 de maio a quarentena, iniciada em 19 de março e que terminaria na quinta-feira, dia 15, o prefeito de Sidrolândia, Marcelo Ascoli, voltou a proibir o funcionamento aos domingos de supermercados, mercearias (e congêneres), além das conveniências, que estava liberado desde o dia 19 de abril.

Este segmento do comércio tem sido o grande polo de aglomeração de pessoas aos domingos, quando muita gente sai às ruas para comprar a bebida e os ingredientes do churrasco do final de semana. Os comerciantes que não cumprirem as normas, estão sujeitos a multa e até a cassação do alvará de funcionamento.

Além de determinar o fechamento dos supermercados aos domingos, o decreto impõe uma série de determinações ao comércio que na avaliação dos técnicos da Saúde, estaria negligenciado algumas regras de biossegurança necessárias neste período de pandemia. Determina, por exemplo, que as empresas terão de fornecer e obrigar os funcionários a usar máscaras durante o expediente. Reforça a necessidade de desinfecção dos espaços internos, mas também dos estabelecimentos e das calçadas em frente das lojas.

O decreto reforça a determinação de que os comerciantes precisam destacar um funcionário para aplicar o álcool em gel na higienização de quem entrar e sair das lojas. Continua a proibida a entrada de crianças e recomendado que os grupos risco (idosos, pessoas com comorbidades) façam suas compras das 8 às 10 e das 14 às 16 horas.