Militares param caminhão com 1.000 kg de maconha tentando cruzar fronteira

Apreensão foi feita por equipe da Força Tarefa Conjunta responsável em cumprir quarentena da covid-19.

Militar paraguaio perto de caminhão interceptado quando tentava cruzar a fronteira - (Foto: Marciano Candia)

Militares paraguaios que patrulham a fronteira com Mato Grosso do Sul interceptaram carga de uma tonelada de maconha nesta quarta-feira (13) nos arredores de Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS). A equipe faz parte da Força Tarefa Conjunta, que desde março mantém barreiras na Linha Internacional para cumprir a quarentena decretada por causa da pandemia do novo coronavírus.

A droga estava em um caminhão que tentou cruzar para o lado brasileiro da fronteira. O motorista, identificado como Gustavo Ramón Valdéz Ramírez, 23, foi preso. Na carroceria foram encontrados 42 pacotes de maconha prensada, pesando 1.034 quilos.

No momento em que o motorista tentava cruzar a fronteira, o presidente do Paraguai Mario Abdo Benítez cumpria agenda em Pedro Juan Caballero, a poucos quilômetros do local.

Em abril, forças de segurança pública de Mato Grosso do Sul registraram recordes nas apreensões de drogas, principalmente maconha, que entraram no Estado vindas do Paraguai.

Mesmo com a fronteira fechada, os carregamentos de entorpecentes e de cigarro contrabandeado continuam cruzando a Linha Internacional. O governo paraguaio afirma ser impossível fiscalizar toda a fronteira. São quase 500 quilômetros entre o país vizinho e Mato Grosso do Sul, boa parte na região sul, onde ficam as bases das quadrilhas financiadas por facções brasileiras.