Educação vai pagar R$ 663 mil para emissora de TV transmitir aulas aos alunos da rede estadual

Com aulas presenciais suspensas até 30 de junho, SED vai transmitir conteúdo aos alunos pela televisão

Secretária de Educação Maria Cecília Motta, vai comunicar novidade durante live. - Foto: (Divulgação)

A SED (Secretaria de Estado de Educação) contratou a Rede MS Integração de Rádio e Televisão para transmitir aulas aos alunos da rede estadual de ensino. A prorrogação da suspensão das aulas presenciais começa amanhã (19), quando acabam as férias escolares e vai até 30 de junho, devido ao avanço do coronavírus no Estado.

De acordo com a publicação nesta segunda-feira (18), a rede televisiva foi contratada por R$ 663.955,65 para transmissão televisiva simultânea de conteúdo escolar e educacional, para passar as aulas aos alunos da Rede Estadual de Ensino. 

A contratação é sem licitação e será paga com recursos da própria secretaria. A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria da SED e recebeu a informação de que não tem uma data de início da transmissão, mas a parceria deve ser até 30 de junho. 

 

De acordo com o secretário-adjunto de educação, Edio Resende de Castro, a transmissão durante a pandemia do coronavírus deve atingir quase 200 mil alunos. “A empresa vencedora vai abrir dois canais extras e atingir vários locais. O processo foi aberto e emissoras do Estado mandaram as propostas. Venceu a que atinge maior número de alunos”.

A verba usada para pagar o contrato, segundo o secretário-adjunto é estadual. “Podemos usar a verba da educação para isso. Enquanto tiver a transmissão na TV, continuaremos com as aulas remotas”.

O processo emergencial foi aberto, regendo as contratações com enfrentamento da Covid-19. O pregão aconteceu na última sexta-feira (15) das 7h30 às 16h e as empresas poderiam colocar a proposta, de acordo com as informações da secretaria de Educação. 

As maiores emissoras do Estado foram consultadas, mas a Rede MS teve a melhor proposta. A rede televisiva atende sete municípios: Campo Grande, Bonito, Ladário, Dourados, Três Lagoas, Corumbá e Ponta Porã com canal digital. As outras cidades, a transmissão será via satélite. 

Além disso, a Rede MS também vai disponibilizar dois estúdios para fazer gravação de aulas, quando necessário. Segundo informações da secretaria de Educação, a TVE não disponibiliza os dois canais de cobertura necessários.