Jô se mostra disposto a reduzir salários para iniciar uma terceira passagem pelo Corinthians

Centroavante do Nagoya Grampus abre chance de retornar ao Timão outra vez.

Jô com o filho na festa do título brasileiro de 2017 — - Foto: Marcos Ribolli

O atacante Jô parece mesmo disposto a voltar ao Corinthians.

Atleta do Nagoya Grampus desde janeiro de 2018, o centroavante de 33 anos tem contrato com o clube japonês até o final do ano, mas parece estar propenso em abrir mão de dinheiro para retornar ao futebol brasileiro.

Nesta terça-feira, ele disse que a discussão de salário não seria um entrave para o retorno ao Timão.

– Numa negociação existem duas partes, tem que ver o que é bom para ambas. Na minha segunda passagem também voltei de um mercado asiático, da China, um mercado onde o investimento foi alto. Quando voltei, conversei e a gente se acertou. Salário passa pelo momento do clube, pelo o que o jogador necessita, acredito que com uma boa conversa tudo se encaixe – disse ele, à ESPN Brasil.

– Minha relação com o Corinthians é muito forte, muito grande e sempre deixei claro que a minha primeira opção seria o Corinthians. Vejo em entrevistas o Andrés falando que se eu estiver livre, eles me aceitam. Fico feliz. Se tiver proposta no final do contrato e for boa oferta, com certeza volto, sou grato ao clube. O cenário hoje é: tenho contrato com o Nagoya até o final do ano e não tem conversa avançada com diretoria ou presidente do Corinthians. E também não tive problemas com o treinador (Massimo Ficcadenti), como já ouvi – completou.

Embora o atacante tenha contrato com o Nagoya Grampus até o fim de 2020, os agentes do atleta conversam para tentar antecipar uma saída diante do cenário incerto do pós-pandemia. Isso acontecendo, ele pode fechar com o Timão. É o que tem dito o presidente Andrés Sanchez:

 

– Se ele estiver livre, a gente conversa. Ele quer vir, nós queremos ele, mas tem que se livrar lá. Se ele se livrar, vem. A princípio, só essa (possibilidade de contratação) – disse nesta semana.

Cria da base, Jô foi campeão brasileiro em 2005 e depois acabou negociado com o futebol europeu. Voltou no fim de 2016 para ser campeão paulista e brasileiro com Fábio Carille em 2017. Dali, acabou vendido ao Nagoya Grampus. Ao todo, acumula 179 partidas e 43 gols marcados pelo Timão.