Prazo para alistamento militar é prorrogado até 30 de setembro

Período para registro foi estendido em três meses por causa da pandemia de novo coronavírus.

Ministério da Defesa espera incorporar pelo menos 100 mil jovens às forças armadas este ano - (Foto: Jones Mário/Arquivo)

Decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, prorroga até 30 de setembro o prazo para alistamento militar. O período venceria em 30 de junho, mas foi estendido, segundo ato, devido ao enfrentamento da pandemia de codiv-19.

Por causa da emergência em Saúde, o alistamento militar deste ano será feito só pela internet. Os jovens brasileiros que completarem 18 anos deverão acessar o site www.alistamento.eb.mil.br para se registrar à seleção para Marinha, Exército ou Aeronáutica. A mudança na modalidade de inscrição pretende evitar aglomerações.

O alistamento militar é obrigatório e quem não se registrar até 30 de setembro deverá pagar multa. A desobediência à determinação impede retirada de passaporte, matrícula em instituições de ensino e inscrição em concursos públicos, além de outras restrições.

A expectativa do ministério da Defesa é que quase 2 milhões de jovens realizem o alistamento este ano. Pelo menos 100 mil devem ser incorporados à Marinha, Exército ou Aeronáutica. O serviço militar obrigatório tem prazo de um ano.