Lesão indica que homem achado no Ceuzinho foi morto com pancada na cabeça

No bolso, vítima levava dois isqueiros e uma

Homem tinha entre 50 e 60 anos e carregava isqueiros e cachimbo nos bolsos - (Foto: Marcos Maluf)

Homem encontrado morto na tarde deste domingo (31), próximo à trilha que leva até a cachoeira do Ceuzinho, na saída de Campo Grande para Rochedo, teria sido morto com pancada na cabeça.

A perícia esteve no local nesta tarde. Segundo o delegado Antônio Ribas, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, o corpo apresentava ferimento grave perto da orelha esquerda, mas, ao contrário da suspeita inicial, não havia indicativo de que foi causado por arma de fogo.

Além da cabeça, a perícia identificou ferimento na mão, que, segundo a polícia, pode sinalizar tanto tentativa de defesa quanto uma possível queda.

Policiais vasculharam o local, mas não registraram objetos que poderiam ter sido usados para matar o homem. Uma corda comprida, próxima ao corpo, foi apreendida e levada pelos peritos.

A vítima teria entre 50 e 60 anos, vestia camiseta azul marinho, calça jeans e sapatos.

O rastro de sangue ainda fresco pela trilha indica que a morte é recente e teria acontecido no local.

O homem não levava documentos ou celular. Nos bolsos, policiais encontraram apenas dois isqueiros e uma “pipa”, cachimbo usado para consumo de crack.

O corpo foi levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) para exames e identificação.

O Corpo de Bombeiros chegou primeiro ao local, com suspeita de que a vítima estaria nas águas do córrego Ceroula. Depois, equipes de Depac Centro, perícia criminal, Polícia Militar e GOI (Grupo de Operações e Investigações) atenderam a ocorrência.