Suspeito morre na entrada de boca de fumo em confronto com batalhão de choque em Sidrolândia

Marcos tem uma tatuagem de palhaço em uma das pernas. Ele também tem passagens por tráfico em MT.

Marcos Diego Campos Araújo morreu no confronto com policiais do Bope - Foto: André Bittar

Foi identificado como Marcos Diego Campos Araújo, 26 anos, homem que na noite desta segunda-feira (2) morreu no confronto com policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) em ação durante a Operação Hórus. O rapaz tem passagens por tráfico de drogas em Mato Grosso.

Os policiais faziam rondas pela Rua Aquidauana, quando avistaram um suspeito com capuz na cabeça em local conhecido como ponto de venda de drogas. Ao perceber que seria abordado, Marcos sacou uma arma e disparou contra os policiais que revidaram atingindo o homem com três disparos no peito.

O suspeito foi socorrido para o Hospital Elmíria Silvério Barbosa, onde morreu. Marcos tem uma tatuagem de palhaço em uma das pernas, que segundo a polícia, é uma marca entre os criminosos e identifica quem já enfrentou e até matou policiais. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal).