Rio Brilhante decreta "lockdown" a partir de sexta-feira

Município mantinha apenas horários restritos para serviços públicos e comércio até então.

Rio Brilhante já registrou 2 mortes por covid-19. - (Foto: Reprodução)

Com 263 casos confirmados do novo coronavírus e dois óbitos já registrados, Rio Brilhante, decreta "lockdown" a partir de sexta-feira, 26, até 9 de julho. Duração de 14 dias. Decreto que estabelece a medida foi publicado hoje em Diário Oficial.

Pela publicação, tanto os órgãos públicos quanto os privados deverão encerrar o atendimento presencial. “Fica suspenso o atendimento presencial ao público no Comércio e Prestação de serviços em Geral, por um período de 14 dias a partir de 26 de junho de 2020”, diz trecho do decreto.

Serviços essenciais, estão liberados, mas somente entre 6h e 20h, todos os dias. É o caso de farmácias e drogarias, entregas de gás e água mineral a domicilio e postos de combustíveis.

Já mercados, supermercados, hipermercados, açougues, frutarias e padarias podem funcionar de segunda à sexta-feira, entre 06h e 19h e aos sábados, das 6h ao meio-dia. O limite de público é de uma pessoa a cada 10 metros quadrados e distância de um metro e meio entre os clientes nas filas.

Nesses espaços, o decreto prevê ainda autorização para que apenas uma pessoa de cada família acesse o estabelecimento. Missas, encontros, cultos também estão suspensos “em igrejas, templos e demais estabelecimentos religiosos, de qualquer doutrina, fé ou credo, sendo permitido apenas o atendimento individualizado, e a realização de transmissões on-line”.

Os serviços de delivery só podem ocorrer até às 22 horas e o fica estabelecido ainda o Toque de Recolher, que vai funcionar das 20h até 5h do dia seguinte, “para confinamento domiciliar obrigatório em todo território do Município, ficando expressamente proibida a circulação de pessoas, exceto quando necessário para o acesso aos serviços essenciais a circulação de trabalhadores de serviços essenciais, e deslocamentos para entregas a domicílio”.

O transporte coletivo de Rio Brilhante deverá funcionar com apenas 40% de sua capacidade em relação à ocupação dos ônibus e “Pistas de Caminhadas e Ciclovias para a prática de exercícios físicos e de lazer” serão interditadas.

Rio Brilhante saltou de 155 há uma semana para os atuais 263, aumento de 69%. A reportagem tentou falar com o secretário de saúde do município, Márcio Grei Alves Vidal de Figueiredo, mas ele não atendeu a ligação.