Edno já entregou pedido de renúncia e Juscelino será efetivado como vereador

Em março, Edno pediu licença por 90 dias o que abriu espaço para Juscelino.

Vereador Edno Ribas e o 1º suplente Juscelino Pereira. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O vereador Edno Ribas entregou no final da tarde de ontem, segunda-feira, à assessoria jurídica da Câmara, seu pedido de renúncia do mandato. O documento será lido na última sessão antes do recesso nesta terça-feira quando o 1º suplente Juscelino Pereira será efetivado na vaga. Em março, Edno pediu licença por 90 dias o que abriu espaço para Juscelino.

Edno, que estava exercendo 3º mandato (considerando o período de um ano, de 2008 a 2009, quando ocupou a vaga do vereador Veneno, de quem era suplente), está atuando na assessoria do deputado Gerson Claro, com a missão de acompanhar alguns projetos como o do acesso ao Frigorífico Balbinos, a implantação da rede de água no núcleo urbano do Distrito de Capão Seco e a rede de água no Assentamento Terra Solidária.

Também está iniciando sua carreira de advogado, além de focar em cursos de especialização na área da gestão pública e da contabilidade. Na primeira eleição que disputou, em 2008, teve 288 votos e ficou como 1º suplente; em 2012, se elegeu com 815 e em 2016 se reelegeu, com 554 votos.

Já o novo vereador, Juscelino Pereira, que representa o Distrito de Quebra Coco, em 2016 teve 414 votos, ficou na suplência da sua coligação por uma diferença de 3 votos. A vaga ficou com Otacir Figueiredo, que teve 417 votos.