Professor investigado por estupro é preso suspeito de provocar aborto em vítima

Professor do Ensino Fundamental já era investigado pelo estupro de 4 adolescentes desde junho e teve prisão decretada ontem.

Professor já era alvo de investigação da Polícia Civil - Foto: Divulgação

Professor do Ensino Fundamental em Água Clara, foi preso em operação da Polícia Civil, suspeito de estuprar pelo menos quatro adolescentes. Ele já era investigado pelos crimes, mas a prisão foi decretada após informação de que ele teria provocado aborto em uma das jovens.

A prisão aconteceu ontem (8), em Três Lagoas para onde o professor havia se mudado recentemente. O professor já havia sido alvo da Operação Cosme & Damião, deflagrada no dia 18 de junho e, naquela ocasião, foi afastado do cargo.

No desdobramento da investigação, segundo informações do site Rádio Caçula, a prisão preventiva foi pedida pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) depois que surgiram indícios de uma das vítimas sofreu aborto provocado pelo professor e sem o consentimento dela.

O professor foi indiciado por estupro de vulnerável, assédio sexual, fornecer bebida alcoólica a menores e pelo crime de aborto.

Em nota, a Polícia Civil divulgou que foram identificadas quatro vítimas, menores de 18 anos. “Se denunciado pelo aborto sem consentimento da vítima, o suspeito poderá ser levado a júri, em caso de pronúncia pelo juízo da comarca. Isto porque se trata de crime doloso contra a vida, sujeito ao Tribunal do Júri, na forma da lei", informou.