Lucro dos maiores bancos volta a crescer e sobe 14,6% em 2017

Após queda de 20% em 2016, ganhos do Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander avançaram no ano passado e somaram R$ 57,63 bilhões.

Lucro dos maiores bancos volta a crescer e sobe 14,6% em 2017 - Foto: Divulgação

O lucro dos maiores bancos do país voltou a crescer em 2017, após ter recuado quase 20% em 2016. Somados, os ganhos das quatro maiores instituições financeiras com ações listadas na Bovespa – Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco e Santander — alcançaram R$ 57,63 bilhões no ano passado ante R$ 50,29 bilhões em 2016, o que corresponde a uma alta de 14,6%.

Apesar da recuperação das margens, a soma dos lucros líquidos ainda ficou abaixo do resultado nominal de 2015, quando os ganhos dos 4 bancos somaram R$ 61,95 bilhões, segundo dados da provedora de informações financeiras Economatica.

O maior lucro em 2017 foi do Itaú (R$ 23,96 bilhões), seguido por Bradesco (R$ 14,65 bilhões), Banco do Brasil (R$ 11,01 bilhões) e Santander (R$ 7,99 bilhões).

Já a mediana do indicador rentabilidade sobre o patrimônio dos 4 bancos ficou em 13,92%, em linha com os 13,74% registrados em 2016, segundo a Economatica.

Veja abaixo detalhes sobre o resultado de 2017 de cada um dos bancos:

Itaú

Lucro cresce 10% em 2017 e atinge R$ 24 bilhões, puxado por redução de despesas com provisão para crédito de liquidação duvidosa.

Bradesco

Lucro cai para R$ 14,65 bilhões em 2017, impactado pelo aumento nas provisões para perdas com calotes.

Banco do Brasil

Lucro cresce 37% em 2017 e atinge R$ 11 bilhões, puxado pelo aumento das receitas com tarifas bancárias, redução de gastos administrativos e também das provisões.

Santander

Lucro cresce 44,5% em 2017 e alcança R$ 8 bilhões, impulsionado pelo aumento de receitas.