Produção do complexo carne em MS tem alta de até 31% em janeiro

Em janeiro, foram produzidos no Estado 15,2 mil toneladas de carne bovina, alta de 31,8% sobre igual período do ano passado

- Foto: Divulgação/Fiems

A produção de carnes em Mato Grosso do Sul teve incremento de até 31% em janeiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2017. Este é o caso dos suínos. Também tiveram altas acentuadas os processamentos de carnes, bovina e de frango. Os dados, informados nesta sexta-feira (23), são da unidade técnica da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS). 

Em janeiro, foram produzidos no Estado 15,2 mil toneladas de carne bovina, alta de 31,8% sobre igual período do ano passado. "Com isso, o preço caiu 8,2% em janeiro de 2018 em relação a janeiro de 2017”, observa a analista técnica da Famasul, Eliamar Oliveira.

Para outros países, saíram de Mato Grosso do Sul 928 toneladas em janeiro deste ano, o que representa alta de 37% frente a mesmo mês de 2017. Esse resultado se deve, sobretudo, às compras por Hong Kong, equivalentes a 83% do volume negociado.

Bovino – Em se tratando de carne bovina, o aumento foi de 14%, totalizando, em janeiro deste ano, 73,2 mil toneladas. Foram exportados 10,8 mil toneladas do alimento, avanço de 21% sobre igual período de 2017. “A receita atingiu US$ 48,6 milhões e o Estado ocupou a quarta colocação no ranking nacional de exportação”, disse.

Segundo o Boletim Casa Rural, o Chile foi o principal destino da carne bovina in natura do Mato Grosso do Sul, com participação de 22% do faturamento total; Hong Kong em segundo lugar, responsável por 21,3% e o Irã, em terceiro, com 16,9%.

Avicultura – A produção de carne de frango cresceu 1,5%, somando 35,1 mil toneladas. As exportações deste setor reduziram 15% em relação ao ano anterior, com 13 mil toneladas. “O desempenho foi menor porque os principais players importadores diminuíram suas compras. A Arábia Saudita e Hong Kong, importaram 46,8% e 73,7%, respectivamente, a menos que em janeiro/2017”.