Vinte dias depois de lesão, Felipe Amorim joga 90 minutos e agradece equipe

Meia está recuperado de problema no tornozelo e esteve em campo na vitória do Figueirense sobre o Oeste pela Copa do Brasil.

Após lesão, Felipe Amorim voltou a atuar com a camisa do Figueirense - Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC

Recuperado de uma lesão no tornozelo esquerdo, Felipe Amorim voltou a entrar em campo após 20 dias de tratamento. Contra o Oeste, pela Copa do Brasil, na última quarta-feira, o meia atuou os 90 minutos na vitória que garantiu o Alvinegro na fase seguinte da competição.

O fato de ter aguentado jogar todo o tempo de jogo não surpreendeu Felipe Amorim, que destacou o planejamento e o trabalho para atingir o feito. Grato por estar 100% e poder voltar atuar, o meia agradeceu ao departamento médico do Figueirense.

Muita gente sequer esperava que eu conseguisse jogar os 90 minutos, sem ser substituído. Ainda mais num jogo de alta intensidade e que valia classificação. Mas isso é planejamento e trabalho. Não só meu. Muito pelo contrário. Muita gente trabalhou bastante e muito bem para que eu pudesse voltar assim. Gostaria de agradecer os profissionais, todos eles, os fisioterapeutas, os médicos, enfim. É muita gente que faz parte desse retorno positivo - disse.

Garantido na terceira fase da Copa do Brasil, onde encara o Atlético-MG, o Figueirense agora volta as atenções para o estadual. O próximo compromisso do clube é contra o Criciúma, que anunciou um novo treinador na última quinta-feira.

Mais uma batalha muito difícil pela frente com certeza. Eles anunciaram novo treinador e vão vir motivados. Precisam vencer. Temos que trabalhar bastante porque vai ser um jogo muito complicado. Time deles é forte. Mas confiamos no grupo e vamos em busca da vitória - analisou.

A partida diante do Tigre ocorre em Criciúma, no Heriberto Hülse, no próximo domingo, às 17h (de Brasília).