Imoveis a Venda | Classificados | Super Galeria | Videos

REDAÇÃO (67)3272-6466

Noticia de: 11 de Agosto de 2017 - 09:21

Em 7 meses, seguro-desemprego pagou mais de R$ 18 milhões em MS

A maior parte dos trabalhadores têm procurado a Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) para solicitar o benefício.






 

Em 7 meses, seguro-desemprego pagou mais de R$ 18 milhões em MS -
Foto: Campo Grande News


 
 

O Governo Federal estima ter pago aproximadamente R$ 18.247.220 de seguros-desemprego em Mato Grosso do Sul entre os meses de janeiro e julho deste ano. O montante é 43,83% menor do que os valores registrados durante o mesmo período de 2016, quando os benefícios somaram R$ 32.488.770.

A queda se deve à quantidade menor de requerimentos feitos à Superintendência do Trabalho e Emprego, que em comparação entre os sete primeiros meses de 2017 e do ano passado despencaram 17,87%.

Dados fornecidos ao site pelo órgão mostram que 6.196 pessoas pediram o benefício nesse período até o mês passado, enquanto em 2016, no mesmo intervalo de tempo, 7.545 haviam dado entrada nos procedimentos para receber o dinheiro.

Julho foi o mês com menor quantidade de pedidos, apenas 395. Março, em contrapartida, foi o campeão na procura pelo seguro-desemprego, com 1.265 requerimentos.

A maior parte dos trabalhadores têm procurado a Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) para solicitar o benefício. No mês passado, a unidade do órgão em Campo Grande foi a que mais registrou requerimentos: 1.327. Em segundo lugar ficou o posto da fundação em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, que recebeu 494 requerimentos.

Já a Funsat (Fundação Social do Trabalho de Campo Grande) deu entrada em 441 seguros-desemprego e a Superintendência do Trabalho na Capital fez 395 procedimentos desse tipo.

Os números contrastam com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) referentes ao mês de julho divulgados ontem. O estado apresentou o terceiro pior desempenho do Brasil na geração de empregos durante julho, fechando o mês com 1.827 vagas a menos - foram 18.591 empregos formais criados, contra 20.418 desligamentos.

O setor com a maior baixa foi o de Serviços em Mato Grosso do Sul. Ao todo, o balanço foi de 2.038 vagas perdidas (2.358 delas no subsetor de Alojamento, Alimentação, Manutenção, Redação, entre outros).

Já a Indústria somou 231 fechamentos de postos de trabalho no balanço, enquanto a Construção Civil teve saldo negativo de 277. O destaque positivo ficou com o Comércio, com 506 vagas criadas.









Campo Grande News


Reportar Erros



 


 
.
BRASIL

Temer planeja anunciar criação de Ministério da Segurança Pública após carnaval
MATO GROSSO DO SUL

Sefaz disponibiliza canal de atendimento virtual ao cidadão por meio da ...
MATO GROSSO DO SUL

Aberto cadastro de profissionais para atuarem em Cursos Técnicos na Educação ...
BRASIL

Temer anuncia força-tarefa para cuidar do fluxo migratório de venezuelanos em Roraima
 
 
  • Notícias
  • + Lidas







© Regiao News - Todos os Direitos Reservados.
contato@regiaonews.com.br
+ 55 67 3272 6466
Desenvolvido por:
MD-WEBMARKETING