Busca por penhor cresce em Mato Grosso do Sul e movimenta R$ 357 milhões

No total foram registrados 38 mil contratos na modalidade de penhor, seja para novas contratações quanto para renovações.

Consumidores usam o penhor de joias para ibter recursos com juros mais baixos no mercado - - Foto: Correio do Estado

Os três anos de crise econômica e todas as suas consequências, como inflação e queda no poder de compra, fizeram aumentar o volume de operações de penhor em Mato Grosso do Sul. De acordo com dados da Caixa Econômica Federal, somente no ano passado, foram R$ 375 milhões nessa modalidade de empréstimo, 5,6% a mais em comparação ao ano anterior. 

No total foram registrados 38 mil contratos na modalidade de penhor, seja para novas contratações quanto para renovações. O número corresponde a um aumento de 7% em comparação ao ano de 2016. 

Esse aumento, explicou o banco, é percebido principalmente no primeiro semestre.